Página inicial > Tópicos > Turismo > Esquiar na EuropaImprimir Imprimir
 

Esquiar na Europa

Ski

O crescimento da atividade e do interesse na prática do esqui está associado à crescente disponibilidade e aperfeiçoamento tecnológico de meios técnicos, tanto no que se refere a teleféricos e elevadores como à própria tecnologia dos esquis, que tem facilitado a aprendizagem, como a um maior interesse em fazer férias na montanha.

Por outro lado, as crianças e os jovens são especialmente entusiastas das atividades relacionadas com a neve. Contudo, e em especial para as famílias com crianças, não deixa de ser uma prática com algum peso no orçamento.

Nos últimos anos, têm vindo a subir os preços das férias na neve. As férias de esqui tornaram-se um prazer caro, para um número crescente de consumidores.

As opções são variadas e o Centro Europeu do Consumidor da Áustria realiza regularmente estudos comparativos das ofertas e dos preços em diferentes infraestruturas que oferecem condições para a prática do esqui em vários países da Europa.

Nestes estudos são comparadas as ofertas e os preços de centenas de estâncias europeias de esqui, onde se podem praticar diferentes tipos de esqui e outras atividades alternativas. Os consumidores têm assim acesso a informação que ajuda a escolher a estância que mais se adequa ao interesse pessoal e familiar para realizar férias de Inverno na neve, ponderando antecipadamente os respetivos custos e ofertas especiais que possam existir. Todavia, estas comparações são indicativas e não dispensam posteriores confirmações a fazer diretamente com as estâncias antes das reservas.

Na época 2010/2011, Portugal também figurou no estudo comparativo.


Algumas conclusões destes estudos comparativos:

  • O custo mais elevado de um bilhete para adulto durante 6 dias pode ser sete vezes superior ao preço na estância mais barata.
  • Os descontos são particularmente interessantes para as famílias.
  • Nas estâncias mais pequenas, os preços são mais acessíveis.
  • Ao comparar a dimensão da estância com os quilómetros de pista, encontram-se diferenças consideráveis. As grandes estâncias são naturalmente mais caras do que as mais pequenas, mas as estâncias caras de esqui nem sempre oferecem muitos quilómetros de inclinação...

Ski 2010
Relatório 2010/2011
Ski 2012
Relatório 2012/2013
 
 
Partilhar Partilhar
 
Voltar