Tamanho da letra:
Siga-nos:
  • Twitter
  • Facebook
  • RSS
Quem Somos
Página inicial > Quem Somos > O CEC em Portugal

O CEC em portugal

Cec Portugal

Os casos do ano 2017

No apoio prestado aos consumidores durante o ano de 2017 verificou-se um significativo acréscimo de 25% no volume total de casos registados que envolveram a participação do CEC Portugal, devido principalmente ao aumento do número de reclamações (mais 42% do que em 2016).
Em 2017, alguns casos destacaram-se mais quer pelo impacto do número quer pelas particularidades que evidenciaram, com consequências no resultado final alcançado e que selecionámos como exemplos do ano. 

Encontrará informação detalhada no documento “O Centro Europeu do Consumidor em Portugal Informa”.


Uma experiência com mais de 10 anos

A experiência portuguesa de informação e assistência aos consumidores sobre questões de consumo transfronteiriças iniciou-se com a participação do então Instituto do Consumidor (IC) no projeto-piloto comunitário que conduziu à criação, em 1992, da AEIC do Vale do Ave (Agência Europeia de Informação ao Consumidor), localizada em Guimarães.

No ano 2000 foi inaugurado o “Euroguichet”, que substituiu a Agência, passando a funcionar a partir de Lisboa com comparticipação financeira e instalações cedidas pelo IC.

Entre 2001 e 2004, o Centro Europeu do Consumidor desempenhou também as funções de “Clearing House” nacional no âmbito da Rede EJE (Rede Extrajudicial Europeia), criada pela Comissão Europeia para promover o acesso a meios de resolução extrajudiciais de conflitos de consumo transfronteiriços.
Após reformulação das duas redes pela Comissão Europeia, com integração das respetivas valências numa única estrutura, surgiu em 2005 a atual Rede de Centros Europeus do Consumidor (Rede CEC - ECC - Net), da qual faz parte o Centro Europeu do Consumidor de Portugal.

Desde Julho de 2010, o Centro Europeu do Consumidor é também ponto de contacto designado no âmbito do art.º 21 da Diretiva Serviços (art.º 20 do Decreto-Lei n.º 92/2010, de 26 de Julho de 2010, que transpôs a diretiva para a ordem jurídica nacional) para prestar assistência e informação aos destinatários dos serviços e aos organismos dos outros Estados-membros, quando para tal for solicitado.

Atualmente, o Centro Europeu do Consumidor é cofinanciado pela Direção-Geral do Consumidor, que desde 2007 tem competência legal específica para assegurar o funcionamento do Centro Europeu do Consumidor em Portugal.

Mais informação sobre o nosso percurso e trabalho encontra-se disponível na brochura Centro Europeu do Consumidor – 10 anos e nas sínteses da atividade anual.